Institucional

Um pouco sobre Itaguara

Itaguara é um município do estado de Minas Gerais. Pertence à Região Metropolitana de Belo Horizonte. A sede do município está localizada a 95 quilômetros de Belo Horizonte. “Itaguara” é uma palavra de origem tupi significa ” pedra lascada”, através da junção de itá (“pedra”) e “guara” ‘lascada’. Os primeiros habitantes da região de Itaguara foram os índios cataguases, que eram os donos da terra até meados do século XVII.

Na passagem de Lourenço Castanho Taques, o Velho, por Minas Gerais, foi iniciado o massacre contra as tribos indígenas que habitavam a região. Segundo o historiador Diogo de Vasconcelos, na região de Itaguara aconteceu o massacre contra os índios cataguases, surgindo aí um dos primeiros arraiais de Minas Gerais, o Arraial de Conquista, que ficava às margens do Ribeirão Conquista que era conhecido até 1755 como Ribeirão São Felipe.

O nome Conquista dado ao arraial, não foi devido ao massacre dos índios cataguases, mas pelo fato de as terras da região ter sido conseguidas através de difícil ação judicial por Manoel Texeira Sobreira, que foi um dos primeiros povoadores da região. A povoação de Itaguara e adjacências aconteceu graças à pecuária que se desenvolveu as margens do Rio Pará.

A Paróquia de Nossa Senhora das Dores foi criada em 14 de setembro de 1870, pela Lei 1 667 no artigo 2º, porém, em 1872, está lei foi suprimida. O Distrito de Nossa Senhora das Dores de Conquista passou a chamar–se Itaguara em 7 de setembro de 1923, por uma sugestão do prefeito de Itaúna, Dário Gonçalves de Sousa.

Em 1 de janeiro de 1944, Itaguara comemorou sua ascendência a Município, tendo como primeiro prefeito o farmacêutico João da Costa Guimarães. A primeira escola pública do Arraial de Conquista foi destinada somente aos homens e surgiu em 1850, apenas em 1877 nasceria uma escola para as mulheres. Em 20 de janeiro de 1930, o Grupo Escolar Coronel Frazão foi criado, sendo que recebeu este nome em homenagem ao seu maior benemérito, Joaquim Vilela Frazão. Em 2004, a Escola Estadual Coronel Frazão ficou entre as dez melhores instituições de ensino público do Brasil. O Governador de Minas Gerais, Magalhães Pinto, em 1963 doou prédios pré- fabricados com o intuito de aumentar as vagas escolares às crianças e Itaguara ganhou um desses prédios. Em 15 de fevereiro de 1965, foi inaugurada a Escola Combinada Padre Gregório, hoje a Escola Estadual Padre Gregório. O Ginásio Monsenhor João Rodrigues, atual Escola Estadual Alvim Rodrigues do Prado, teve sua fundação na década de 1940. O segundo grau foi instalado em 1972.

Itaguara hospedou um ilustre morador na década de 1930, Guimarães Rosa, médico recém-formado, que veio clinicar em Itaguara e que proferiu as seguintes palavras: “Mas, meu Deus como isto é bonito! Que lugar bonito pra gente deitar no chão e se acabar!…”

O relevo do munícipio de Itaguara apresenta-se com grandes elevações com morros e pequenas serras, sendo assim considerado de montanhas. Os solos são argilosos de moderada resistência à erosão, de profundidade variável, de baixa a moderada fertilidade natural, com maior aproveitamento na pecuária.

O município é cortado pelo Ribeirão Conquista e Rio São João, da Bacia do Rio São Francisco. O Rio Pará faz fronteira entre Itaguara, Carmópolis de Minas e Cláudio. 

Um pouco sobre Itaguara

© 2019 Itaguara . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.